fbpx

Entenda mais sobre os desafios do empreendedorismo feminino

O aumento de mulheres no empreendedorismo significa uma grande marca positiva para o mercado, ou seja, o aumento da diversidade na categoria. No entanto, as empreendedoras passam por diversas dificuldades até conseguirem atingir o sucesso, por exemplo, desigualdade salarial e falta de confiança de alguns empresários. Assim, as mulheres que tiveram sucesso nos negócios tentam mudar essa situação. Portanto, a seguir, saiba quais são os principais desafios do empreendedorismo feminino!

O empreendedorismo feminino vem crescendo, mas enfrenta diversos desafios diariamente. | Foto: Pixabay/DanaTentis.

O que é empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino no Brasil e no mundo é o movimento responsável por reunir diversos negócios que são comandados e idealizados por uma ou mais mulheres. Nesse sentido, para ter uma ideia mais ampla, esse processo pode ser entendido como as iniciativas de liderança feminina, incluindo a atuação de mulheres nos mais altos cargos das empresas.

Essa definição é importante porque o perfil empreendedor, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não se restringe apenas aos indivíduos que abrem o próprio negócio, assim, pode se referir às pessoas que possuem foco na coragem, determinação e inovação.

Além disso, o Sebrae possui a seguinte definição para uma pessoa empreendedora: “Ser empreendedor significa ser um realizador que produz novas ideias através da congruência entre criatividade e imaginação.”.

No entanto, o empreender feminino é muito mais do que apenas uma definição, pois representa uma quebra de paradigmas em relação à capacidade de liderança das mulheres. Por isso, esse movimento tem ganhado cada vez mais força, sendo apoiado por diversas pessoas e organizações.

Desse modo, desde 2014, o dia 19 de novembro foi definido como o Dia do Empreendedorismo Feminino pela ONU (Organização das Nações Unidas). Além disso, no ano de criação, a data foi celebrada na Semana Global de Empreendedorismo, importante evento com atividades realizadas em mais de 150 países.

O principal objetivo da criação de um dia para homenagear o empreendedorismo feminino foi atrair a atenção mundial para o impacto social e econômico do movimento, contribuindo para o fortalecimento do protagonismo feminino. Nesse sentido, o dia do empreendedorismo feminino é uma das iniciativas gerenciadas pela ONU Mulheres, importante departamento da entidade que tem a finalidade de fortalecer, unir e ampliar os esforços mundiais em defesa dos direitos humanos das mulheres.

Além disso, com o objetivo de diminuir a desigualdade de gênero, a ONU Mulheres busca atuar em seis áreas prioritárias, são elas: liderança e participação política, empoderamento econômico, fim da violência, paz, segurança, emergências humanitárias, governança, planejamento, normas globais e regionais.

Quais os principais desafios do empreendedorismo feminino?

Em primeiro lugar, um dos principais desafios para as mulheres apostarem em um empreendimento é a idade. Por outro lado, em pesquisa realizada pelo Sebrae, 6 em cada 10 empreendedoras possuem entre 25 e 49 anos, além de estarem predominantemente no segmento de serviços.

Não existem dados que apontem a falta de oportunidades para iniciar negócios e projetos, porém é comum as empreendedoras encontrarem mais barreiras para investir e empreender do que os homens no país.

Além disso, existem outras dificuldades enfrentadas pelas mulheres empreendedoras diariamente, por exemplo, o networking. Nesse sentido, a falta de contatos com os grandes empresários pode dificultar o desenvolvimento do negócio, diminuindo a diversidade na modalidade.

Desse modo, outro desafio do empreendedorismo feminino é a falta de apoio de amigos, parceiros, familiares e até de instituições financeiras, tornando o empreendimento um jogo cada vez mais complicado para as mulheres, dificultando a entrada delas no mundo dos negócios. Nesse sentido, acaba ficando difícil apostar nas primeiras ideias.

Outra dificuldade está em relação a um problema enfrentado também por homens no mundo dos negócios: delegar tarefas gerais. No entanto, as mulheres podem ter uma barreira maior nos cargos de liderança.

Além disso, outro problema é estabelecer o próprio negócio. Em uma pesquisa realizada pela GEM (Monitoramento de Empreendedorismo Global), foi percebido que muitas mulheres iniciam os seus projetos empresariais, porém poucas conseguem se estabelecer no mercado.

Por fim, outro problema do empreendedorismo feminino é conseguir conciliar as responsabilidades pessoais, profissionais, familiares e sociais, tornando todas essas questões barreiras para o desenvolvimento do empreendedorismo feminino.

Como ficar por dentro do empreendedorismo feminino?

Abrir o próprio negócio e administrar a empresa não é uma tarefa fácil, principalmente para as mulheres que precisam enfrentar as dificuldades para ter acesso ao crédito, o machismo e a dupla jornada com as atividades de casa, assim, o empreendedorismo feminino fica ainda mais desafiador.

Por outro lado, as empreendedoras têm conseguido superar as dificuldades e abrir as suas organizações. Portanto, algumas dicas são essenciais para ficar por dentro do empreendedorismo feminino, por exemplo, escolher uma área que você se identifique, como também saber organizar e administrar o seu tempo.

Além disso, não abrir mão de um planejamento estratégico, buscar os recursos necessários, não esperar obter todos os recursos e contar como uma rede de apoio são dicas que podem ajudar diversas mulheres no empreendedorismo.

O empreendedorismo feminino no Brasil tem grande importância para a criação de mais oportunidades de liderança nas empresas para as mulheres. | Foto: Pixabay/Firmbee.

Os desafios do empreendedorismo feminino são diversos, mas o movimento tem ajudado cada vez mais mulheres a conseguirem desenvolver o seu próprio negócio, assim, a iniciativa está obtendo sucesso, contribuindo para aumentar a diversidade no segmento, além de ter uma grande importância social e econômica para o país.

Método Sirius

É comum encontrar pessoas que investem tempo e dinheiro em sua presença digital, mas ainda assim não conseguem atingir os resultados esperados. Esse tipo de situação é extremamente frustrante e desmotiva qualquer empreendedor.

Se esse for o seu caso, saiba que o Método Sirius pode ser a solução ideal para a sua falta de alcance e engajamento.

O método criado por Bruno Ávila te ajuda a criar conteúdos que gerem resultados, postar na frequência certa e ganhar autoridade em sua área de atuação. Adquirindo o método você terá acesso a lives exclusivas, a possibilidade de seu projeto ser analisado ao vivo, um grupo de acompanhamento e ainda poderá trocar ideias com outros grandes notáveis. Está esperando o que para conhecer o Método Sirius? Acesse o site e cadastre-se na lista VIP!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Guia de como melhorar o blog

Atualmente, onde o mundo vive o virtual, onde todos tentamos nos destacar mais que os outros. Se você busca estar à frente da sua concorrência,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.