fbpx

Afinal, tantos podcasts vão saturar o mercado? Entenda

Nos últimos tempos, os podcasts ganharam os corações de muitas pessoas, isso porque o formato é inovador e permite que usuários acompanhem os melhores programas a qualquer momento e em qualquer lugar. Quando surgiu, ele foi comparado ao rádio, uma vez que assim como esse meio de comunicação, ele é feito no formato de áudio. Ao contrário de uma rádio, contudo, os podcasts são gravados e podem ser escutados a qualquer momento. 

Foi essa ideia de poder ouvir quando e como quiser que tornou esse método tão amado. Ele, no entanto, vem sendo explorado desde que surgiu, com programas em diversos nichos, em diversos formatos e com objetivos distintos. Foi utilizado para contar histórias, como veículo de comunicação, como programas investigativos, entre tantos outros.

Gravar um podcast ainda é um bom negócio? | Foto: Freepik.

Essa não é apenas uma febre brasileira, devido ao uso descabido do podcast em todo o mundo, muitas pessoas passaram a se questionar sobre o futuro desse modelo de comunicação. A pergunta que não quer calar é: após tantos podcasts produzidos, sobre assuntos diversos, esse modelo está saturado? Qual o futuro do podcast? 

Pensando nisso, a seguir, explicamos melhor o que é o podcast e se esse meio de comunicação pode ou não chegar ao fim.

O que é podcast?

Antes de saber se os podcasts estão saturados e se esse modelo irá chegar ao fim, é preciso compreender o que é podcast. Desde que surgiu, ele vem sendo confundido e comprado com o rádio milhares de vezes, mas sua produção e seu objetivo são bem diferentes desse modelo de comunicação tão conhecido e antigo. 

O podcast é um conteúdo em áudio, feito sob demanda e que pode ser ouvido a qualquer momento, além de ser possível pausar o conteúdo e retomá-lo em outro momento. Ele funciona como um vídeo, porém, temos apenas o áudio, mas as funções de pausar, pular, entre outras, estão disponíveis. 

O formato se popularizou devido a facilidade de produção, a sua alta potência de comunicação e a possibilidade de o ouvinte ouvir quando quiser e do lugar que quiser. Um podcast é armazenado em streamings ou outros tipos de sites em que seja possível armazenar áudios. Atualmente, existem podcasts disponíveis até mesmo no YouTube e alguns com transmissão ao vivo, algo que aproximou esse modelo mais ainda do rádio. 

Assim que surgiu, os podcasts ficavam disponíveis apenas nos sites dos fornecedores, plataformas que permitiam que o usuário baixasse o conteúdo ou ouvisse online, mas apenas em seu servidor. Isso dificultava o acesso ao conteúdo, o que iria contra a ideia do próprio podcast, que era ser acessível a todos em qualquer lugar e em qualquer momento. 

Em 2004, no entanto, Adam Curry criou os agregadores de podcasts, que permite que os programas sejam salvos em outros servidores, facilitando o acesso ao conteúdo. Mesmo que a ideia dos podcasts tenha surgido no início dos anos 2000, a popularização desse modelo ocorreu anos depois.

Onde ouvir os melhores podcasts?

Atualmente, como foi dito, os podcasts ficam hospedados em plataformas de streaming e em sites e servidores próprios para esse modelo. Com isso, é possível ouvir os melhores podcasts diretamente de seus celulares, computadores, tablets e outros aparelhos, basta ter acesso a internet. Além disso, algumas dessas plataformas permitem que os usuários baixem os conteúdos, garantindo ainda mais a facilidade no consumo dos podcasts. 

Mesmo que seja possível baixar um podcast, o consumo de dados desse tipo de conteúdo é baixo, o que garante que qualquer pessoa possa ter acesso a eles. Inclusive, essa é uma das vantagens do podcast em relação a outros conteúdos audiovisuais como os vídeos, que consomem muito mais dados dos pacotes do que os áudios. Além disso, algumas operadoras de celular não cobram por podcasts, ou seja, é possível consumir sem gastar seus dados de internet.

Existem diversas plataformas para ouvir podcasts, as principais são:

  • Spotify;
  • Google Podcasts;
  • Podcast & Radio Addict;
  • Podcast Republic;
  • Pocket Casts;
  • Stitcher Radio;
  • Podcast;
  • WeCast;
  • Overcast.

Mas afinal, os podcasts estão próximos do fim?

A pergunta que não quer calar: afinal, o podcast está ou não próximo do fim? Pois a resposta é tão simples quanto o próprio podcast, não, o podcast não está prestes a acabar. Como dissemos anteriormente, os podcasts foram criados no início dos anos 2000, com um formato bem mais simples do que o que conhecemos e com a hospedagem apenas nos servidores dos criadores. 

Anos mais tarde, eles ganharam novos formatos, conquistara novos nichos e passaram a ser hospedados nas grandes plataformas de streaming. Isso nos mostra que o podcast existe há mais de 20 anos e, até agora, não chegou ao fim e não irá chegar. Isso porque a tecnologia está evoluindo cada vez mais e esse modelo está acompanhando essas novidades. É possível afirmar que daqui 10 anos, por exemplo, esse modelo de comunicação irá existir, mas em um formato distinto, utilizando novas tecnologias, com um novo tipo de storytelling, entre outros tipos de mudanças.

Assim como o podcast, outros modelos também irão se adaptar às mudanças tecnológicas, como o vídeo, que já passou por diversas mudanças e, atualmente, as lives são o tipo mais popular deste conteúdo audiovisual.

Além disso, por mais que todos os dias milhares de podcasts sejam criados e publicados, os conteúdos não chegam a serem saturados. Isso porque cada criador possui uma visão distinta do tema e sempre terá pessoas que desejam saber mais sobre aquele assunto. Além disso, os temas são momentâneos, podendo mudar conforme os interesses da sociedade mudam. Por exemplo, hoje o assunto são as séries mais famosas, mas amanhã o público pode se interessar por filmes ou até mesmo as séries mais famosas podem mudar.

Em resumo, os podcasts não estão próximos do fim, o que pode acabar é a forma como produzimos e consumimos esses conteúdos. Isso porque daqui alguns anos, novas tecnologias irão surgir, nos permitindo experimentar tais conteúdos de uma forma distinta. Por isso, nunca é tarde para investir nos podcasts, apenas é preciso estar atento ao mercado e as novas tendências para esse modelo. Agora que você já sabe tudo sobre podcasts e se esse modelo de comunicação está chegando ao fim ou não, está na hora de começar o seu próprio programa. Mas se você deseja ir além e quer se tornar referência em seu nicho na internet, nós temos o que você procura. O Método Sirius, criado por Bruno Ávila da Ser Notável, te mostra como produzir os melhores conteúdos, como identificar seu público-alvo, quais os melhores horários para publicar seus conteúdos e muito mais. Gostou? Então confira tudo sobre esse método inovador!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.