fbpx

Como começar um canal no YouTube

O primeiro vídeo do YouTube foi publicado em 2005. Atualmente, a plataforma de vídeos é a mais utilizada do mundo e a segunda página mais acessada, segundo o site americano Alexa. De acordo com dados da própria empresa, o site possui 2 bilhões de usuários. Não à toa tornou-se uma ótima forma de criar presença digital, por isso tanta gente deseja começar um canal no YouTube.

No entanto, criar um canal no YouTube não é tão simples quanto fazer um vídeo aleatoriamente e publicá-lo na plataforma. Caso deseje ter sucesso, é preciso planejamento e entender um pouco como a plataforma funciona. Portanto, fique com a gente e conheça as principais dicas para criar um canal no YouTube!

Como começar um canal no YouTube

Devido à integração com o Google ocorrida após a compra da plataforma pelo buscador, a criação de um canal no YouTube é bem simples e rápida. O único critério é possuir uma conta Google ativa. Após o login, o processo é bastante intuitivo: basta clicar na miniatura do perfil do usuário e abrirá uma aba com diversas opções, uma delas chama-se “meu canal”.

Através dessa aba, é possível personalizar seu canal no YouTube. Você então será direcionado ao YouTube Studio, onde é possível visualizar as principais métricas do canal, fazer upload de vídeos, adicionar banners, entre outras ações. Todas essas funcionalidades são bem simples de serem utilizadas, pois a plataforma é bastante intuitiva.

Se criar um canal é uma ação fácil de ser executada, otimizá-lo para alcançar seu público e atingir objetivos exige um pouco mais de esforço. Talvez, o maior problema seja que muitas pessoas imaginam que é só produzir um bom conteúdo e publicá-lo. No entanto, se você fizer apenas isso, seu vídeo irá se perder na imensidão de conteúdo da plataforma.

O YouTube possui suas próprias maneiras de recomendar vídeos seguindo seu próprio algoritmo. Conteúdos mais otimizados aos padrões da plataforma conseguem atingir mais pessoas. Por isso, é importante entender como ele funciona.

O algoritmo do YouTube

O algoritmo do YouTube é bastante similar ao do buscador Google e, apesar da empresa não revelar todos os detalhes de como ele funciona, é possível perceber algumas preferências do mesmo. Se você costuma assistir vídeos no YouTube, com certeza já escutou algum youtuber pedindo para que você deixe o like e compartilhe o vídeo. Eles reforçam isso pois estes são alguns dos critérios importantes para o algoritmo.

Além dos likes e dislikes, o algoritmo da plataforma leva em conta o tempo em que os usuários passaram assistindo cada vídeo. Ele considera esses fatores como sinal de relevância, o que facilita a recomendação para outros usuários. Cabe ressaltar que o algoritmo também leva em conta vídeos marcados como “não estou interessado”.

Como funciona o ranqueamento

O ranqueamento é a ordem na qual os vídeos são expostos nas páginas do site. Em cada uma das páginas da plataforma são utilizados critérios específicos para organizar o conteúdo.

Página inicial

Os conteúdos que aparecem na página inicial do usuário estão relacionados ao seu histórico de pesquisa e interações na plataforma. Em outras palavras, o YouTube mostra na página inicial os conteúdos que considera mais relevantes para cada usuário individualmente, expondo vídeos de canais já conhecidos ou vídeos de outros canais com temáticas já pesquisadas pelo mesmo.

Em alta

Ao contrário da página inicial, os conteúdos expostos no “em alta” não tem relação direta com o que o usuário costuma consumir. O ranqueamento dessa página é baseado apenas na popularidade de um vídeo em determinada região, ou seja, o “em alta” de um usuário brasileiro irá apresentar os vídeos mais populares no Brasil naquele momento. Por popular, entende-se vídeos com altos números de visualizações em um curto período de tempo. Também cabe ressaltar que, nessa página, o algoritmo prioriza conteúdos mais recentes.

Inscrições

Nessa página são expostos os conteúdos dos canais que o usuário já conhece e é inscrito. Ao contrário do que muitos acham, o conteúdo não é apresentado por ordem cronológica. O ranqueamento ocorre pela combinação da popularidade do vídeo e do número de inscritos no canal.

Na pesquisa

Entender o critério de ranqueamento na pesquisa é essencial para quem está começando um canal no YouTube e deseja crescer, pois seus conteúdos são encontrados por meio de pesquisa. Um vídeo que não consegue aparecer na pesquisa, não será encontrado. Para organizar as pesquisas, o algoritmo leva em conta a correspondência das palavras-chave e a relevância de um vídeo (que está relacionada aos likes, compartilhamentos e o tempo de retenção do mesmo).

Começar no Youtube
Começar no Youtube é mais fácil do que você imagina.

As formas de monetização

Você já deve ter ouvido falar que dá para ganhar dinheiro com o YouTube. Existem algumas formas de monetização de conteúdo e vamos explicar cada uma delas.

Receita de publicidade

Na versão gratuita da plataforma, os usuários assistem anúncios antes de acessar o vídeo desejado. A receita de publicidade é oriunda justamente do valor pago pelas empresas para anunciar na plataforma. Para participar dessa modalidade de monetização é necessário ter 18 anos ou mais e produzir conteúdos condizentes com as diretrizes de conteúdo do YouTube.

Clube dos canais

O clube dos canais funciona de maneira similar a uma assinatura na qual os membros do seu canal pagam uma taxa mensal para poder ter acesso a conteúdos exclusivos, que não estão disponíveis aos inscritos comuns. Para participar dessa modalidade de monetização é preciso ter 18 anos ou mais e o canal deve ter mais de mil inscritos.

Estande de produtos

O estande de produtos é um espaço no qual os fãs do seu canal podem comprar itens personalizados. A maioria dos canais oferece canecas, camisas e outros produtos oficiais. Para participar dessa modalidade de monetização é preciso possuir 18 anos ou mais e ter pelo menos 10 mil inscritos.

Super Chat e Super Stickers

Essa modalidade de monetização é muito comum nos canais que fazem lives, pois os usuários da rede pagam para que sua mensagem fique em destaque no chat de uma transmissão ao vivo. Para aderi-la, é preciso ter 18 anos ou mais e ser residente em um país em que o Super Sticker ou Super Chat estejam disponíveis.

YouTube Premium

Apesar do usuário poder utilizar o YouTube de maneira gratuita, desde 2015 a plataforma oferece um serviço de assinatura no qual o usuário paga um valor mensal e seus vídeos não são interrompidos por propagandas. Então, ao contrário da monetização por publicidade, parte do valor das assinaturas vai para o YouTube e a outra parte para os produtores de conteúdo, seguindo os critérios do site.

Dicas para seu canal no YouTube

Utilize as tags

As tags, também conhecidas como marcadores, são utilizadas pelo YouTube para definir os assuntos dos vídeos. Portanto, utilizá-las é essencial para que seus vídeos apareçam em pesquisas na plataforma. O ideal é utilizar de 6 a 8 palavras nesse campo: foque em termos relacionados ao conteúdo do vídeo.

Crie títulos atraentes

Os títulos são a “capa” do seu conteúdo e, juntamente com as thumbnails, são o primeiro aspecto que os internautas prestam atenção. Portanto, capriche na criação. Tenha cuidado para não criar títulos que não condizem com o conteúdo, utilizados apenas para atrair visualizações. Os conteúdos que não cumprem com o que prometem vão ter péssimos tempos de retenção e podem receber dislikes, o que atrapalha o desempenho do mesmo.

Estimule os likes e os compartilhamentos

Lembre-se de, em algum momento do vídeo, pedir para quem assistir deixar um like e compartilhar. Muitas pessoas podem ver e gostar do seu conteúdo e simplesmente esquecer de curtir. Então, é sempre bom lembrá-las. Afinal, os likes têm um papel importante na construção da relevância de um vídeo.

Preze pela qualidade

O conteúdo criativo é o que vai fazer alguém acompanhar seu canal e, quem sabe, virar inscrito. Portanto, invista em produzir com criatividade, originalidade e qualidade. Preste atenção na câmera utilizada, certifique-se que ela consegue gravar pelo menos em FullHD, desenvolva conhecimentos em edição e crie roteiros para seus vídeos ficarem mais organizados. A iluminação é tão importante quanto uma boa câmera, confira na matéria Hack Mental para Conseguir Mais Inscritos um texto sobre dicas para acertar na iluminação dos vídeos.

Interaja com seus inscritos

A interação com os inscritos é de extrema importância. Isso demonstra que você se interessa pelo seu público, o que o estimula a continuar acompanhando o canal. Responda aos comentários dos inscritos, utilize de ferramentas como a aba “comunidade” e realize lives para estreitar laços e melhorar a comunicação.

Mantenha uma frequência de publicação

É muito importante manter uma frequência na publicação dos vídeos. Produtores de conteúdo que demoram a postar podem tornar-se desinteressantes aos inscritos, que irão buscar outros conteúdos mais recentes e relevantes. É interessante criar um cronograma com os vídeos que deseja gravar durante a semana ou o mês. Assim, será mais fácil se planejar melhor e ter sempre algo novo como opção.

Gostou do texto? Acompanhe o blog Ser Notável e aprenda mais sobre como criar uma presença digital com o seu canal no YouTube.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *