fbpx

Criador de conteúdo: saiba sobre a nova monetização do Youtube, o ‘Valeu Demais’

O YouTube está repleto de ferramentas com a finalidade de ajudar os canais a conseguirem desenvolver cada vez mais conteúdos e, assim, crescer o alcance da plataforma. Logo, o sistema está sempre se atualizando com mais novidades com o intuito de aumentar a receita. Nesse sentido, a empresa desenvolveu um novo recurso, o “Valeu Demais”, uma nova monetização do YouTube que pode virar tendência entre os criadores online. Portanto, entenda melhor como funciona esse mecanismo denominado “Valeu Demais”.

O YouTube está em constante atualização com o intuito de aumentar os números da plataforma. Conheça o “Valeu Demais” e como funciona o “Valeu Demais” na prática a seguir. | Foto: Pixabay.

O que é monetização no YouTube? (H2)

A monetização do YouTube é a ferramenta utilizada para a remuneração dos criadores de conteúdo digital – uma das mais atuais é o “Valeu Demais”. De modo que o pagamento é realizado conforme o número de cliques e visualizações dos anúncios veiculados nos vídeos mais vistos.

Por isso, para conseguir participar desse processo, é necessário ter um número mínimo de exibições nos vídeos e seguidores. Em síntese, o dono do canal recebe a cada mil visualizações, o valor é em dólar.

Anteriormente, muitos produtores utilizavam apenas o mecanismo de remuneração oferecido pela plataforma, ou seja, os anúncios veiculados pelo Google. No entanto, essas novas regras monetização YouTube passaram a colocar algumas exigências para o recebimento dos pagamentos.

Esses novos critérios foram motivados devido às publicações inadequadas.

Logo, o Google Ads bloqueou as veiculações automáticas com o intuito dos anunciantes terem as suas marcas ligadas a canais sérios e de credibilidade.

Mais adiante, você conhecerá a nova monetização do YouTube, o “Valeu Demais” e saberá qual o objetivo do “Valeu Demais” e como o “Valeu Demais” funciona, além de saber quem tem acesso à ferramenta.

Como funciona a monetização no YouTube? (H2)

O sistema de monetização pode ser utilizado de duas maneiras. Desse modo, em primeiro lugar, está a direta, isto é, por meio do Programa de Parcerias do YouTube. Assim, você consegue gerar receita através da própria plataforma. Em contrapartida, também existem as maneiras indiretas, ou seja, por meio de anúncios inseridos nos vídeos.

No mecanismo direto, alguns critérios precisam ser seguidos, como: ser residente em uma região ou país onde o PPY está disponível, ter mais de 4 mil horas de exibição, ter mais de mil inscritos e ter uma conta vinculada no Google Adsense. Logo, ao completar esses requisitos, é necessário apenas realizar a solicitação de inscrição no programa. Além disso, existem algumas regras de remuneração para diferentes estratégias.

Receitas de anúncios (H3)

Nessa tática, o administrador recebe o pagamento dos vídeos por meio de anúncios. Desse modo, existem três categorias de anúncios: gráficos (localizados à direita ou abaixo do vídeo), sobreposição (aparecem em frente ao vídeo e são semitransparentes) e os que são exibidos antes, durante ou depois do conteúdo original.

Além disso, podem ser “pulados” ou não. Como também, podem vir no formato “bumper”, isto é, as publicidades no início do vídeo que o usuário não consegue pular. Por fim, existem os cartões patrocinados, ou seja, as propagandas sugeridas em vídeos relacionados.

Clube dos canais (H3)

São serviços de assinatura disponibilizados pelo YouTube para apoio constante dos espectadores. De modo que eles recebem benefícios, por exemplo, bate-papos com criadores, emojis, postagens exclusivas para membros e selos personalizados.

Nesse sentido, a arrecadação é mensal. No entanto, para um criador de conteúdo conseguir se credenciar para esse formato, é necessário ter 30 mil inscrições no canal.

Estante de produtos (H3)

Nessa ferramenta, o canal funciona como uma loja virtual. Portanto, as pessoas conseguem adquirir produtos oficiais divulgados nas páginas. Assim, para conseguir ativar esse mecanismo, basta realizar login no YouTube Studio, ir à opção “geração de receita” e adicionar os produtos. Em contrapartida, essa alternativa só é possível nos canais com mais de 10 mil inscritos.

Super chat (H3)

Esse é um processo com a finalidade de conseguir dinheiro no YouTube por meio de doações. Em síntese, mediante investimentos, as mensagens dos inscritos ficam em destaque no topo da conversa e, assim, podem aparecer nos vídeos ao vivo.

Logo, esse método é muito popular nas lives de games, onde o criador começa a ler os recados enviados pelos fãs. Portanto, é uma maneira dos espectadores participarem do conteúdo.

Quais as novidades de monetização da plataforma? (H2)

Receitas do YouTube Premium (H3)

Pensando em novas maneiras de monetização, o YouTube inaugurou os serviços premium, isto é, o dono do canal recebe uma parte das taxas pagas pelos espectadores que assistem aos seus vídeos. De modo que essa estratégia aproxima os fãs dos criadores de conteúdo.

Nesse sentido, para os assinantes, são oferecidas algumas vantagens, como: downloads de vídeos para assistir offline, exibição em segundo plano, conteúdo sem anúncio e acesso a filmes e séries originais do YouTube.

Shorts Fund (H3)

A nova ferramenta é tendência na plataforma e permite a criação de vídeos curtos. Além disso, o YouTube está com a iniciativa de financiar os criadores que adotarem esse novo modelo. No entanto, alguns requisitos serão necessários, por exemplo, conteúdos originais, constantes visualizações e nível de desempenho satisfatório.

Nesse sentido, os critérios são atualizados todos os meses e, assim, permitem que os usuários que não conseguiram a aprovação em determinado mês, consigam nos próximos.

YouTube BrandConnect (H3)

Conhecido também como FameBit, essa nova maneira de monetização ajuda no patrocínio direto entre criadores e marcas. Em outras palavras, promove experiências para conseguir conectar as marcas, os donos dos canais e os espectadores de modo integrado.

O que é ‘Valeu Demais’? (H2)

Os donos de canais estão sempre atentos às novidades, como o “Valeu Demais”. Depois de saber criador de conteúdo o que é, a principal pergunta do criador é o que é essa nova ferramenta chamada “Valeu Demais”. Nesse sentido, “Valeu Demais” é a maneira dos fãs demonstrarem o seu apoio aos conteúdos que mais seguem e gostam na plataforma. De modo que esse mecanismo pode ser utilizado tanto em transmissões ao vivo quanto em vídeos disponibilizados normalmente nos canais.

Em síntese, o usuário que clicar no botão “Valeu Demais” terá quatro opções disponíveis de doação: US$ 2, US$ 5, US$ 10 e US$ 50. Nesse sentido, o YouTube garante que as quantias serão mostradas conforme a moeda local, ou seja, no Brasil, os valores do “Valeu Demais” serão convertidos.

Além disso, alguns critérios são necessários para ter acesso à modalidade “Valeu Demais”. Logo, o “Valeu Demais” não está disponível nos seguintes casos: vídeos privados, não listados, com restrição de idade, com conteúdo infantil, reivindicação do Content ID ou vídeos com campanhas de arrecadação do YouTube Giving.

 

As novas ferramentas de monetização, como o “Valeu Demais”, permitem maior aproximação entre as marcas, os criadores de conteúdo e os usuários. | Foto: Pixabay.

A nova monetização do YouTube, mais conhecida como “Valeu Demais”, permite a aproximação entre os espectadores e os criadores de conteúdo e, consequentemente, maior remuneração dos canais na plataforma. Com isso, os produtores dividem espaço com a mídia tradicional e, assim, buscam cada vez mais inovações para manter a lealdade do público-alvo. Portanto, essa nova realidade do “Valeu Demais” já está dominando o mercado e a tendência é o surgimento de novos modelos de negócio.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Entenda tudo sobre o marketing indireto

O marketing é uma área essencial para qualquer empresa. Todo empreendedor deve reconhecer que ele interfere nos resultados obtidos pela companhia, afinal suas ações são

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *