fbpx

Proteja seu canal: saiba como garantir a segurança no Youtube

O YouTube é uma plataforma bastante conhecida e funciona para a publicação e para o compartilhamento de vídeos em formato digital e no ambiente virtual. Se você tem um canal no YouTube e quer ter mais segurança no YouTube, você precisa aprender a proteger a privacidade do seu perfil. Para isso, preparamos este artigo que conta com exemplos de ações que você pode tomar a partir da utilização de recursos da rede social para que o seu canal fique seguro. Confira!

Entenda, neste artigo, como proteger seu canal no YouTube! | Foto: Pixabay.

Como funciona o YouTube?

No YouTube, tudo começa a partir da criação de uma conta de e-mail para conseguir criar um canal na plataforma. Em seguida, o usuário deve gravar as ideias que acredita terem potencial para serem compartilhadas no YouTube.

Após a gravação, basta logar na rede social e enviar os arquivos de vídeo para o YouTube por meio de um navegador. A plataforma recebe o arquivo e faz uma conversão para que o vídeo possa ser assistido de diversos dispositivos e resoluções.

A conversão feita pelo YouTube permite que os vídeos sejam assistidos de maneiras diferentes. Para assistir aos conteúdos publicados no YouTube, o processo é bem simples, basta clicar no vídeo desejado e esperar o carregamento. A plataforma escolhe o melhor formato e qualidade para o vídeo.

A vantagem de assistir a um vídeo utilizando uma conta é que o site oferece a possibilidade de você interagir com os conteúdos assistidos por meio de curtidas, comentários, compartilhamentos, entre outros. Assim, você terá a opção de garantir que receberá conteúdos que mais te agradam como sugestão.

Além disso, o YouTube permite a inscrição, ou seja, é possível que um usuário cadastrado se inscreva em um canal que o agrade, podendo receber notificações de vídeos e ajudando o youtuber.

Até aqui, você entendeu o que é o YouTube e como ele funciona. Prossiga com a leitura para o próximo tópico para entender maneiras de garantir a segurança no Youtube e proteger o seu canal no Youtube! Vamos lá?

Verificação em duas etapas

Você provavelmente já ouviu falar na verificação em duas etapas, visto que essa é uma técnica que garante a segurança no YouTube e em outras redes sociais. De forma geral, a verificação em duas etapas serve para diminuir os riscos de que um indivíduo como um hacker invada a sua conta, mesmo que ele tenha a senha do seu canal no YouTube. Ou seja, a verificação em duas etapas é imprescindível para quem está buscando por segurança no YouTube.

Entre as opções para pôr em prática a verificação em duas etapas para garantir a segurança no YouTube e prevenir a sua conta de invasões indesejadas estão: as chaves de segurança, que são consideradas as mais seguras, as solicitações do Google e o aplicativo Google Authenticator.

Vale ressaltar que as chaves de segurança são consideradas a opção mais forte de verificação tendo em vista que as chaves de segurança ajudam na prevenção de técnicas de phishing que usam códigos enviados por mensagem de texto para ter acesso à conta.

Já o aplicativo Google Authenticator é um recurso que recebe códigos de verificação de acesso à conta sem depender de conexão à internet ou dados móveis. De forma resumida, a verificação em duas etapas funciona para a prevenção de que alguém invada o seu canal no YouTube. Por isso, é considerada uma das maneiras mais eficazes para quem quer ter segurança no YouTube.

Agora que você conheceu a verificação em duas etapas, saiba que essa é apenas uma das formas de garantir a segurança no YouTube. Quer conhecer outra maneira de ter segurança no YouTube? Então, veja a seguir!

Permissões do canal

Na maioria das vezes, os produtores de conteúdo para o YouTube, independentemente se são médios ou grandes, contam com pessoas que auxiliam na administração e no gerenciamento do canal no YouTube.

Isso acontece em razão da plataforma disponibilizar a possibilidade de nomear outras pessoas como administradoras ou editoras do canal. Enquanto as administradoras podem adicionar ou remover usuários e alterar detalhes do canal, o editor somente pode editar as informações.

Além de poder escolher administradores e editores para um canal no YouTube, também há a função de espectador limitado. Um espectador limitado é um usuário que tem permissão para fazer a visualização das informações do canal, mas não pode alterar nenhum dado.

As permissões do canal são importantes, tendo em vista que é mais seguro nomear as responsabilidades de cada um do que compartilhar, pois quanto mais pessoas possuem acesso a um canal, a vulnerabilidade da segurança no YouTube aumenta.

Aqui, você conheceu como as permissões do canal podem fazer a diferença para quem quer ter segurança no YouTube. Mas saiba que não é só isso que irá fazer com que o seu canal no YouTube esteja seguro, também é preciso se atentar à segurança da senha. Entenda mais sobre isso abaixo!

Segurança da senha

A senha é um fator crucial para garantir a segurança no YouTube, pois ela é um recurso que influencia diretamente na prevenção de que outra pessoa tenha acesso à conta.

Em vista disso, o ideal é que a senha do canal deve ter pelo menos 8 caracteres que combinem letras, números e símbolos, ou seja, senhas simples devem ser evitadas pelo usuário que quer ter segurança no YouTube.

Ademais, evite utilizar as senhas criadas para o YouTube em outros sites, pois se alguém descobre a sua senha em outro site, também poderá entrar no seu canal no YouTube. Se você está interessado em ter segurança no YouTube, também é legal contar com o auxílio de ferramentas que possam ser usadas para auxiliar o controle e o gerenciamento de códigos.

Conteúdos suspeitos

Vale ressaltar que para ter segurança no YouTube, é imprescindível ter conhecimento de que a plataforma jamais pedirá a senha da sua conta utilizando os meios de comunicação como o e-mail, mensagem de texto ou chamada telefônica. Diante disso, se você se deparar com uma situação dessas, pode ter certeza de que é um golpe, por isso, esteja sempre atento.

Os hackers são capazes de invadir um sistema e desenvolver estratégias para enganar um usuário de alguma forma para conseguir informações importantes. Nesse sentido, um dos crimes mais conhecidos é o phishing.

O phishing é um crime feito no ambiente virtual no qual os criminosos se disfarçam como páginas de internet e outras empresas para entrar em contato com os outros usuários e tentar levar alguma vantagem com isso.

Portanto, não confie em conteúdos que pareçam suspeitos e tenha em mente que o YouTube não solicita informações a respeito do seu canal, como usuário e senha, por meio dos canais de comunicação.

Central de ajuda

Por fim, para ter segurança no YouTube, você também pode contar com a central de ajuda da plataforma. Por meio da central de ajuda, é possível denunciar vídeos ou produtores de conteúdos que possuam atividades suspeitas ou parecidas com spam e phishing.

Também é recomendada a utilização de ferramentas de análise de segurança do Google, caso a sua conta esteja com atividades suspeitas ou com alterações que você não fez. Essas ferramentas possibilitam que não ocorram mais alterações de senha e ainda ativa a verificação de duas etapas. Ao final da leitura deste artigo, você entendeu os detalhes sobre como ter segurança no YouTube. Se você não está atingindo os resultados esperados a partir da utilização dos meios digitais, então, o Método Sirius foi feito para você! Para ter acesso ao Método Sirius, venha conhecer a Ser Notável!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.