fbpx

Inteligência emocional no trabalho: saiba como desenvolver e sua importância

O mundo corporativo e o mundo dos negócios são muito difíceis e é preciso inteligência emocional no trabalho para lidar com tudo. A inteligência emocional, no entanto, não é algo que se adquire da noite para o dia, é preciso paciência e tempo para exercitar essa capacidade. Mas a questão que fica é: o que é inteligência emocional no trabalho? O termo vem se popularizando nos últimos tempos, principalmente conforme o tema saúde mental no trabalho foi sendo abordado. Não são todas as pessoas, entretanto, que sabem o que é inteligência emocional no trabalho, mesmo que todos os dias esteja exercitando e pondo em prática sua própria inteligência emocional.

Saiba tudo sobre inteligência emocional e como desenvolver inteligência emocional no trabalho em equipe. | Foto: Freepik.

Pensando nisso, a seguir, explicaremos o que é inteligência emocional, como utilizar a inteligência emocional no trabalho e como desenvolver esse tipo de inteligência.

O que é inteligência emocional?

Nos últimos tempos, o termo inteligência emocional vem se popularizando no mercado de trabalho. Muito se fala sobre ter inteligência emocional no trabalho, mas são poucos os que conhecem seu significado e sua origem.

A palavra inteligência significa capacidade de compreender e resolver novos problemas, lidar com conflitos e adaptar-se a novas situações. Já a palavra emocional, por sua vez, refere-se aos sentimentos, ao ato de sentir e de se deixar levar por sentimentos. Ligados a abalos sentimentais que podem afetar a forma como você lida com você e com as pessoas ao seu redor. Pensando nisso, é possível definir a inteligência emocional como a capacidade de compreender suas emoções e lidar e resolver com problemas de cunho emocional, ou situações que coloquem seus sentimentos à prova. Nesses casos, é a maneira como a pessoa lidará com situações de estresse, alegria, tristeza, entre outros.

Se trouxermos esse conceito para o mundo do trabalho, é possível afirmar que a inteligência emocional no trabalho é sua capacidade de compreender e resolver problemas em seu trabalho, controlando e lidando com suas emoções e com a das pessoas que estão ao seu redor.

O conceito de inteligência emocional foi criado por Daniel Goleman, um jornalista norte-americano que, durante toda sua carreira, se dedicou a escrever sobre estudos dos avanços científicos sobre os estudos do cérebro. Além disso, Goleman se formou em psicologia e, a partir daí, passou a criar seus próprios conceitos. A inteligência emocional foi um deles, em que o jornalista afirma ser a habilidade de lidar com problemas e com as pessoas ao seu redor controlando suas próprias emoções, garantido o melhor relacionamento.

Importância da inteligência emocional no trabalho

Mas por que a inteligência emocional no trabalho é tão importante? A resposta é dada pelo próprio Daniel Goleman. De acordo com o jornalista, a inteligência emocional é a responsável pelo sucesso dos indivíduos em diversos âmbitos de suas vidas, principalmente no trabalho. Isso porque nos ambientes corporativos e de negócios, a maior parte das situações vividas necessitam de habilidades de compreensão humana. Ou seja, como lidar emocionalmente com as pessoas e com situações que as envolvem. E inteligência emocional é justamente sobre isso, aprender a lidar com as pessoas e com seus sentimentos em seu ambiente de trabalho.

Além disso, as habilidades propostas pela inteligência emocional no trabalho podem ajudar nessas questões. Em momentos de estresse, por exemplo, o autoconhecimento e o autocontrole podem ser fundamentais, uma vez que mostram como lidar com seus sentimentos para que eles não lhe atrapalhem. A empatia, por sua vez, é a forma como você lidará com as pessoas e com seus sentimentos.

A inteligência emocional no trabalho, contudo, não é apenas sobre como encontrar a melhor saída em momentos de conflito. Mas também como criar relações satisfatórias, relações com qualidade, facilidade e simplicidade. Quanto mais simples for uma relação, menor será o número de momentos desconfortáveis e desafiantes.

Como desenvolver a inteligência emocional?

Antes de saber como desenvolver a inteligência emocional no trabalho, é preciso compreender que este é um processo demorado. Isso porque essa inteligência vem após desafios, treinos, paciência e todo esse trabalho é longo. Além disso, estamos sempre exercitando nossa inteligência emocional, sendo assim aperfeiçoamos essa habilidade todos os dias. Por isso, não espere resultados imediatos, seja paciente consigo e continue desenvolvendo sua capacidade emocional.

Goleman afirma que existem 5 habilidades que caracterizam a inteligência emocional, seja no trabalho ou em outros meios:

Autoconhecimento

A primeira habilidade da inteligência emocional é o autoconhecimento. Ou seja, conhecer e reconhecer seus próprios sentimentos, suas emoções. Aprender a lidar com eles da melhor forma possível, identificar seus pontos fortes e fracos e compreender como podem ser usados e até que ponto.

Controle emocional

Em seguida vem o controle emocional, ou seja, aprender a controlar suas emoções, em qualquer tipo de situação. Além disso, é preciso aprender a adequar seus sentimentos a cada uma das situações vividas.

Automotivação

A terceira habilidade da inteligência emocional é a automotivação. Essa é uma habilidade mais difícil, uma vez que é preciso estar com sua inteligência bem trabalhada, com suas emoções controladas e com o autoconhecimento feito. Essa habilidade diz respeito à capacidade de uma pessoa criar suas próprias metas, se incentivar e se motivar a seguir em frente. É tornar a si mesmo sua própria alavanca.

Empatia

Aprender a controlar suas emoções, a lidar com você mesmo e a se colocar para cima? Pois bem, está na hora de fazer isso com quem está ao seu redor. A habilidade da empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, de reconhecer os sentimentos do outro e saber como lidar com eles. É a ideia do “não faço com os outros o que não quero que seja feito comigo”.

Relacionamentos interpessoais

Essa é a quinta habilidade da inteligência emocional e é a habilidade de saber se relacionar emocionalmente, ou seja, de forma afetiva, com as outras pessoas.

Pois bem, a inteligência emocional é desenvolvida por meio do autoconhecimento. É preciso se conhecer, compreender suas emoções, como elas são ativadas, quais são seus limites e como você age em cada uma das situações que enfrenta no dia a dia. É a partir do conhecimento de seus sentimentos, que você entenderá como controlá-los e como lidar com o sentimento dos outros.

Além disso, é preciso compreender o que devemos mudar em nosso comportamento no trabalho e o que podemos utilizar. Uma maneira eficaz de compreender isso é conversar com as pessoas com quem trabalha. Pedir que listem seus pontos positivos e negativos, para que você saiba o que funciona ou não no ambiente de trabalho.

Assim que souber de todas essas informações, é necessário começar a colocar em prática tais mudanças, trabalhar o autocontrole para desenvolver a inteligência emocional no trabalho. É preciso praticar, todos os dias, essas mudanças, seu controle emocional e ir, aos poucos, entendendo como lidar com determinadas situações e com as pessoas que trabalham com você. Agora que você já sabe tudo sobre a inteligência emocional no trabalho, está na hora de treinar e pôr em prática. Mas se você está buscando se aperfeiçoar na internet e se tornar um empreendedor digital, nós temos o que você precisa! Conheça o Método Sirius, criado por Bruno Ávila, que irá lhe mostrar tudo o que precisa saber sobre a internet. Ele lhe ensina como criar conteúdos de qualidade, se destacar dentro do meio digital e muito mais. Gostou? Então clique aqui e saiba mais!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.