fbpx

Na prática: como ganhar dinheiro no YouTube

Atualmente, ganhar dinheiro por meio da internet e das mídias sociais já é uma realidade para muitas pessoas. Influenciadores digitais e produtores de conteúdo na web são figuras de sucesso, e comumente fazem de sua presença digital a principal fonte de renda. Nesse contexto, os youtubers, pessoas que se dedicam a produzir vídeos para o YouTube, são bons exemplos de como isso é possível, pois conseguem monetizar o conteúdo que publicam na rede e mostram uma variedade de maneiras de como ganhar dinheiro no YouTube. Isso evidencia que, para tornar o seu trabalho rentável no digital, não é preciso ter milhões de seguidores “logo de cara”.

Monetizar um conteúdo no YouTube pode render bons resultados | Imagem: NordWood Themes

Quer entender mais como criar um canal e ganhar dinheiro no YouTube? Confira abaixo algumas questões essenciais que ajudarão no processo!

Como ganhar dinheiro no YouTube?

Primeiro passo: criar um canal

Dominar por completo as técnicas de como criar um canal no YouTube e ganhar dinheiro é um processo que exige esforço e dedicação, e tudo começa com a criação do seu canal. Se você possui uma empresa ou trabalha com uma marca e ainda não tem um canal na plataforma como parte de suas estratégias de marketing, será preciso criar um. Ter uma conta e ter um canal são ações diferentes. Então, é preciso conferir e providenciar o cadastro do canal se ele ainda não existir. Para isso, o processo é simples:

  1. Acesse o YouTube pelo computador ou dispositivo móvel;
  2. Faça login na sua conta;
  3. Clique na sua foto de perfil e, em seguida, em “crie um canal”.

A partir daí, basta seguir o processo de verificação da conta e personalizar seu canal com as informações requisitadas. Essa customização já configura um passo importante no processo de ganhar dinheiro no YouTube, que envolve o uso de sua identidade visual no canal. A escolha da foto de perfil, logo e banner irão ser partes formadoras da personalidade de sua marca na plataforma e, consequentemente, de seu conteúdo.

Use a paleta de cores, fonte e elementos que você ou sua empresa já usam no site, no logo e em outras redes sociais. Isso ajudará na hora do público compreender o propósito dos seus vídeos e tornará a experiência mais agradável, o que colabora para atrair mais views, inscritos e outras métricas relevantes na hora de ganhar dinheiro no YouTube.

Segundo passo: alcançar views e começar a monetizar

Tanto se você acabou de criar o seu canal, quanto se você já produz conteúdo para o YouTube, alguns critérios precisam ser seguidos para que se ative a monetização dos seus vídeos. Um criador deve alcançar um número mínimo de inscritos e visualizações acumuladas para que seu cadastro seja autorizado na plataforma que gera a rentabilidade do conteúdo para os youtubers através da própria plataforma, o chamado PPY (Programa de Parceiros do YouTube), ou YPP, em inglês. Os vídeos precisam ser originais, sem infringir diretrizes de direitos autorais, e os canais terem mais de mil inscritos e 4 mil horas de conteúdo assistidas nos últimos 12 meses.

Entretanto, antes de descobrir como lidar com esse Programa de Parceiros, com quantos inscritos ganha dinheiro no YouTube e outros detalhes práticos, é essencial entender que, apesar de seu uso trazer muitas vantagens ao criador, essa é apenas uma das formas diretas de monetizar conteúdo. Outros meios também são possíveis para gerar resultados satisfatórios além do próprio recurso da plataforma.

Como monetizar um conteúdo no YouTube?

PPY – Programa de Parcerias

Para ingressar no Programa de Parcerias, basta seguir os critérios citados anteriormente de views e originalidade, além de ter uma conta no Google AdSense vinculada com o canal. Ele é um serviço de publicidade oferecido pelo Google, que usa uma série de estratégias para ajudar criadores a ganharem dinheiro com seu site, otimizando canais de anúncio. Após cumprir os requisitos, basta solicitar sua inscrição no programa e já será possível começar a prática.

O acesso aos recursos de monetização que ficarão disponíveis a partir desse momento variam também de acordo com o canal e os critérios dos revisores do programa, que avaliam a pertinência e qualificação do uso de acordo com cada canal. Há também algumas exceções de recursos que podem ainda não estar disponíveis em certo país ou região.

Estante de Produtos

Um pouco mais restrita que o PPY, mas muito valiosa para pequenas empresas ou se você trabalha com vendas de alguma forma, a Estante de Produtos funciona no formato de uma loja virtual. Para ativar essa possibilidade, seu canal precisa ter a monetização aprovada de acordo com os critérios do Programa de Parcerias. Mas, desta vez, ter uma quantidade de inscritos igual ou superior a 10 mil inscritos. No caso específico de artistas musicais, basta o perfil ser o canal oficial.

Com isso, é necessário fazer login no YouTube Studio, acessar a área de “monetização” e, em seguida, “produtos” – esse guia só irá aparecer se o seu canal já for qualificado para esse método de ganhar dinheiro no YouTube. Adicione os produtos que você deseja vender por meio da divulgação feita pela página, siga as instruções indicadas e pronto: os usuários poderão adquirir seus produtos diretamente a partir desse recurso no YouTube.

Receita de publicidade

O uso de anúncios é um dos métodos mais tradicionais e eficientes para tornar seu trabalho rentável no YouTube, também pelo fato de não exigirem nenhum requisito ao dono do canal: qualquer um, independente do número de inscritos ou views, pode obter receita a partir deles. Os formatos e conteúdos de anúncios são diversos e aplicam-se de forma diferente nos vídeos de acordo com suas intenções.

Anúncios gráficos serão vistos pelos usuários em algum espaço do seu vídeo, normalmente abaixo ou à direita. Anúncios em vídeo podem ser pulados ou não, e serão exibidos antes, durante ou depois do seu vídeo. Os anúncios bumpers também são populares, e consistem em vinhetas curtas de até 6 segundo que serão obrigatoriamente vistas antes do conteúdo original.

Pela veiculação desses anúncios, o dono do canal ganha um pequeno valor da receita gerada por eles ao serem exibidos em seus vídeos. O pagamento, nesse caso, é feito por métricas de visualizações, contabilizadas apenas se há um clique no vídeo ou se o usuário assistiu mais de 30 segundos dele.

Quanto ganha um youtuber?

Conhecidas as formas de como ganhar dinheiro no YouTube, a escolha por um ou outro formato se dará provavelmente pelo seu pagamento. Ter uma ideia geral de quanto ganha um youtuber também é essencial para entender quanto é possível obter de receita a partir desses métodos, com quantos inscritos ganha dinheiro no YouTube, e direcionar melhor suas estratégias de crescimento na plataforma a partir disso.

O valor é pago em dólares, seguindo um padrão de CPM (custo por mil). Logo, a cada 1000 visualizações em um vídeo, um youtuber pode ganhar uma quantia que gira em torno de 0,25 e 4,50 dólares. A equivalência em reais varia, mas seria em torno de R$ 1 a R$ 19. Logo, a quantidade de seguidores influencia, mas não é decisiva de forma direta no pagamento: um conteúdo vindo de um canal menor poderá obter até mais dinheiro que um canal com mais inscritos, se tiver mais views em seus vídeos e posts com mais frequência.

Um parâmetro muito procurado para ter ideia de pagamento é saber quanto ganha um youtuber com 100 mil inscritos. Apenas com os recursos vindos do Google AdSense, o youtuber Luan Poffo, na época em que tinha cerca de 150 mil inscritos, relatava ganhar quantias que não ultrapassaram 100 dólares por mês. Entretanto, apesar do número de inscritos chamar atenção, a quantidade de visualizações é o que realmente impacta no valor ganho pelo conteúdo.

De acordo com levantamentos e entrevistas com criadores de conteúdo monetizado feitos pelo Business Insider, um site de notícias de negócios que opera mundialmente, um conteúdo com 100 mil visualizações é capaz de render de 500 a 2,5 mil dólares para o criador. Tudo depende também do tipo de conteúdo e da forma de monetização. Quanto mais métodos adotados, maiores serão os ganhos.

Como funciona o pagamento do YouTube?

A política de remuneração do YouTube passou por uma reestruturação em 2018 e foi a partir daí que alguns critérios de participação no Programa de Parceiros passaram a ser requisitados. A violação de regras da plataforma, disparo de spams e eventuais denúncias que o seu canal tenha recebido podem influenciar diretamente no valor recebido e no bloqueio do sistema de monetização do seu canal. Mas, se tudo for feito seguindo as diretrizes, a cada 100 dólares acumulados na plataforma do Google AdSense, aquela pré-requisitada para uso da PPY, você receberá uma transferência na conta bancária cadastrada na ferramenta. 

Cases de sucesso de canais monetizados

Red Bull

A Red Bull é bem sucedida em suas vendas de energéticos, mas também obtém receita de um canal do YouTube muito bem estruturado. A marca possui mais de 5 mil e quinhentos vídeos publicados, acumulando cerca de 10 milhões de inscritos e mais de 2 bilhões de visualizações. O canal apresenta resultados positivos ao levar diferentes conteúdos sobre temas relacionados à proposta dos produtos, além de algumas webséries originais.

Space Today

Sérgio Sacani é o dono da Space Today, um canal de informações sobre astronomia e divulgação científica. Antes, a ideia consistia apenas em um blog, mas em 2016 ele criou o canal no YouTube para publicar conteúdos desse universo e, posteriormente, inaugurou em 2018 uma loja de venda de camisetas com temas de astronomia e astrofísica. Hoje, além do canal e das lojas, a Space Today realiza a venda de cursos online, como o “Big Bang: astronomia para leigos e apressados”. No YouTube, a empresa de Sacani já conta com 764 mil inscritos e mais de 65 milhões de views.

Whindersson Nunes

Whindersson é um exemplo de produtor de conteúdo que se tornou um grande influenciador atualmente, e possui um diferencial em relação à marca Red Bull e ao projeto de Sérgio Sacani: Whindersson monetiza um conteúdo em que ele mesmo é o destaque do vídeo, é uma figura pública que obtém receita do YouTube com questões cotidianas e humor. Ele não é uma marca ou empresa, mas acumula cerca de 42 milhões de inscritos, mais de 3 bilhões e meio de visualizações e um faturamento pelo YouTube de R$ 200 mil ao mês, em média.

Como começar a ganhar dinheiro no YouTube

O passo a passo na prática para saber como criar um canal no YouTube e ganhar dinheiro é algo muito importante a ser seguido para que seu processo de tornar seu trabalho rentável nas mídias no YouTube seja feito de forma correta. Algumas dicas podem tornar esse processo mais eficiente e fácil de ser administrado. Algumas ações a serem realizadas podem ser:

  1. Acompanhar as métricas do seu canal: elas podem trazer informações valiosas sobre o fluxo de visualizações do seu conteúdo e quais as formas de aumentá-las;
  2. Diversificar as formas de monetização: anúncios, patrocínio, vendas de produtos. Quanto mais diversas forem as modalidades de gerar receita a partir dos conteúdos, mais chances você tem de obter sucesso e alcançar diferentes públicos;
  3.  Apostar na originalidade: se o seu conteúdo for interessante e único perante os outros do ramo, ele se destacará e poderá atrair mais cliques e views, o que aumenta o dinheiro que o seu canal ganha a partir dele. Seja original, aposte no que você ou seu negócio tem de melhor a oferecer.

Logo, não é preciso ser um grande influenciador com milhões de inscritos para conseguir ganhar dinheiro no YouTube. Com as dicas e formatos disponíveis e indicados por outros criadores, será possível aplicar na prática os métodos de como ganhar dinheiro no YouTube e, de forma eficiente, lucrar com a presença no digital e tornar sua produção de conteúdo algo rentável para você.

Referências:

https://neilpatel.com/br/blog/como-ganhar-dinheiro-no-youtube/
http://buffalodigital.com.br/blog/youtube-growth-cases/
https://blog.icon-yt.com/2019/08/20/a-importancia-da-identidade-visual-do-seu-canal-no-youtube/
https://www.remessaonline.com.br/blog/monetizacao-do-youtube/
https://support.google.com/youtube/answer/9454088?hl=pt-BR#zippy=%2Cqualifica%C3%A7%C3%A3o-do-canal
https://spacetoday.com.br/sobre-nos/
https://www.tecmundo.com.br/mercado/152208-youtube-paga-mil-100-mil-1-milhao-visualizacoes.htm
https://www.breaktudo.com/quanto-ganha-um-youtuber-com-mais-ou-menos-150-mil-inscritos-luan-poffo-conta-em-video/

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *