fbpx

Qual o salário de um youtuber? Entenda o ganho mensal dessa profissão

Em junho do ano passado, a revista americana Forbes publicou a lista com os 10 youtubers mais bem pagos do mundo. Os rendimentos dessa elite da plataforma de vídeos gira em torno dos 20 milhões de dólares ao ano. Essa com certeza não é a realidade da maioria dos produtores de conteúdo do YouTube, mas ainda é possível fazer um bom dinheiro com os seus vídeos. Para te ajudar, fizemos um artigo explicando quanto ganha um youtuber e como funciona a política de pagamento da gigante dos vídeos.

Um negócio de grandes cifras

Foi-se o tempo em que o YouTube era utilizado apenas para compartilhar vídeos por diversão na internet. É bem verdade que muitos ainda produzem conteúdo apenas por entretenimento para os seus amigos e inscritos. Contudo, nos últimos anos, muitos são os que têm a plataforma como sua principal fonte de renda ou ao menos como uma renda auxiliar.

A ferramenta de compartilhamento de vídeos, que começou em 2005, atualmente movimenta bilhões de dólares e possui mais de 2 bilhões de usuários cadastrados. Com isso, o YouTube entrou no foco de muitas empresas que passaram a investir em marketing dentro da plataforma.

Recentemente, em uma reunião com investidores, a CFO da Alphabet Inc, conglomerado que engloba todos os produtos Google, incluindo o YouTube, afirmou que a plataforma de vídeos faturou cerca de 15 bilhões de dólares em um ano apenas com publicidade. Desse montante, a maior parte foi repassada para os produtores de conteúdo.

O repasse dessas quantias geradas pela publicidade na plataforma aos youtubers ocorre por meio do Programa de Parcerias do próprio site. Através desse programa, o produtor de conteúdo é capaz de monetizar as visualizações do seu vídeo. Assim, ele recebe uma porcentagem do valor pago pelo anunciante para exibir uma propaganda nos seus conteúdos.

Quais são os youtubers mais bem pagos do mundo?

Com o panorama apresentado nos parágrafos anteriores, é possível perceber que a produção de conteúdo para o YouTube pode gerar receitas milionárias para os youtubers. Mas você sabe quem são os produtores mais bem pagos da plataforma?

Todo ano, a revista americana Forbes, especializada em negócios, reúne dados e informações para publicar quem são as personalidades que mais faturaram com os vídeos no site. A revista leva em conta os rendimentos produzidos no ano anterior, sem deduzir impostos e outros tributos ou encargos.

A edição do ranking dos youtubers mais bem pagos de 2020 foi divulgada em dezembro do mesmo ano. Ela apresenta os dados compilados a partir de 1 de junho de 2019 até 1 de junho de 2020. Dentre os nomes da lista, os 5 primeiros colocados são respectivamente:

  • Ryan Kaji com 41,7 milhões de inscritos e um faturamento de US$ 29,9 milhões;
  • Mr. Beast (Jimmy Donaldson) com 47,8 milhões de inscritos e um faturamento de US$ 24 milhões;
  • Dude Perfect com 57,5 milhões de inscritos e um faturamento de US$ 23 milhões;
  • Rhett and Link com 41,8 milhões de inscritos e um faturamento de US$ 20 milhões;
  • Markiplier (Mark Fischbach) com 27,8 milhões de inscritos e um faturamento de US$ 19 milhões.

E no Brasil?

Na lista elaborada pela Forbes, nenhum canal do nosso país consta entre os 10 mais bem pagos do YouTube. Contudo, assim como os estrangeiros, muitos produtores brasileiros conseguem faturar grandes montantes a depender do número de inscritos, visualizações e tempo na plataforma.

O site especializado na divulgação de informações sobre engajamento de perfis em redes sociais, Social Blade, possui uma lista com os 100 maiores canais do YouTube Brasil. Segundo os dados do site, estas são as informações sobre o faturamento de alguns dos maiores canais brasileiros:

  • Maria Clara & JP: 26,4 milhões de inscritos e faturamento mensal em torno de US$ 122 mil e US$ 2 milhões;
  • Galinha Pintadinha: 26,8 milhões de inscritos e faturamento mensal em torno de US$ 75 mil e US$ 1,2 milhões;
  • LUCCAS NETO: 34,6 milhões de inscritos e faturamento mensal em torno de US$ 91 mil e US$ 1,5 milhões;
  • Oimavih: 475 mil inscritos e faturamento mensal em torno de US$ 31 mil e US$ 495 mil;
  • Felipe Neto: 41,9 milhões de inscritos e faturamento mensal entre US$ 55,7 mil e US$ 891 mil;
  • Irmãos Lemos: 1,24 milhões de inscritos e faturamento mensal entre US$ 32,5 mil e US$ 520 mil.

Cabe ressaltar que essas informações são apenas estimativas de faturamento, que levam em conta métricas como quantidade de views, inscritos e popularidade do canal. Ademais, os números refletem exclusivamente o montante ganho com a publicidade no YouTube, não considerando outras fontes de faturamento. Portanto, o youtuber pode ter uma renda ainda maior do que a estimada pelo Social Blade.

Mas de onde vem esse dinheiro?

Essa é uma dúvida recorrente para quem não está familiarizado com as políticas de pagamento do Youtube. Bem, todas as cifras que mostramos anteriormente são apenas estimativas do valor pago pela plataforma através da veiculação de anúncios nos vídeos dos produtores de conteúdo.

Nessa modalidade de pagamento, que é a mais recorrente, o produtor de conteúdo é pago de acordo com as visualizações dos anúncios veiculados nos vídeos. Essas propagandas aparecem antes do início de um vídeo, no meio do conteúdo ou em algum lugar da tela.

Outras formas de ganhar dinheiro com os vídeos

No entanto, é possível ganhar dinheiro com o YouTube por outros métodos além das visualizações. A possibilidade de fazer uma parceria com uma empresa, por exemplo, é bastante atraente e devido à importância do site de vídeos na formação de opinião dos consumidores. Assim, muitas empresas estão buscando os influenciadores digitais. Usar seu conteúdo para promover uma marca pode gerar rendimentos interessantes.

Muito além das parcerias com empresas, o próprio YouTube oferece possibilidades de ganhos sem relação direta com as visualizações de anúncios. É possível que um canal venda itens através da estante de produtos, participe do Clube de Canais e crie conteúdo exclusivo para membros pagantes, além da possibilidade dos inscritos pagarem para ter comentários mais visíveis durante uma live.

Descubra quanto ganha um youtuber do YouTube Brasil e mundial
Descubra quanto ganha um youtuber do YouTube Brasil e mundial

Quanto o YouTube paga por cada visualização?

Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares. A modalidade de pagamento do YouTube é feita através da relação das visualizações ou cliques nos anúncios veiculados ao longo dos vídeos. Nem todos os detalhes dessa remuneração são conhecidos ou expostos pela plataforma e pelos produtores de conteúdo.

Portanto, não é possível definir O valor exato que o site de vídeos paga aos produtores de conteúdo. No entanto, é possível dizer que o valor por cada visualização gira em torno de $0,10 e $0,30, com grande parte dos canais recebendo algo perto dos $0,18 por cada view.

Apesar do valor variável, o site norte-americano Business Insider entrevistou uma série de youtubers e estimou quanto a plataforma paga por alguns números específicos de visualizações. Foram analisados os dados de 14 canais que possuem de 16 mil a 1,4 milhões de inscritos e que abordam diferentes tópicos.

Segundo o site americano, os valores pagos são:

  • Mil views: entre US$ 2 e US$ 34;
  • 100 mil views: entre US$ 500 e US$ 2,5 mil;
  • 1 milhão de views: entre US$ 2 mil e US$ 4 mil.

Quais os fatores que influenciam no valor da remuneração por visualização?

Reiteramos novamente que não é possível saber os valores exatos que são pagos aos produtores de conteúdo. Tão pouco é possível comparar canais com as mesma quantidades de visualizações, pois existem muitos fatores que podem interferir no valor do pagamento.

O valor depende mais do tipo de conteúdo e do nicho do canal do que unicamente da quantidade de visualizações, ainda que elas sejam bastante importantes. Os anunciantes  podem escolher em quais tipos de canais querem veicular suas campanhas, assim, youtubers com um audiência mais qualificada (ainda que não tão expressiva) serão mais disputados e receberão mais por views.

Portanto, mesmo que possuam a mesma quantidade de visualizações, um canal que tenha um nicho mais interessante para os anunciantes pode vir a ganhar mais. Também é considerado a qualidade do conteúdo, o tempo de existência do canal e a frequência de atualização. Ademais, youtubers com um certo renome costumam ser mais procurados pelos anunciantes.

Quanto ganha um youtuber com 100 mil inscritos?

Essa é uma pergunta recorrente e que muitos querem saber. Como já falamos anteriormente, existem vários fatores que interferem na remuneração paga pelo YouTube. Já que não é possível definir o valor exato, traremos uma lista com alguns canais que possuem 100 mil inscritos ou algo próximo a isso. Compare os valores das estimativas de ganho prevista pelo site Social Blade:

  • Vivieuvi (categoria: pessoas): 186 mil inscritos e faturamento mensal entre US$ 58 e US$ 933;
  • Clara Bousada (categoria: educação): 130 mil e faturamento mensal entre US$ 70 e US$ 1,1 mil;
  • Guru da Ciência (categoria: educação): 165 mil e faturamento mensal entre US$ 21 e US$ 332;
  • Italica (categoria: educação): 164 mil inscritos e faturamento mensal entre US$ 25 e US$ 399.

E quanto ganha um youtuber com 1 milhão de inscritos?

Para quem deseja saber quanto um canal na faixa de 1 milhão de inscritos recebe mensalmente por visualizações de anúncios, trouxemos outra lista. Assim como a anterior, esta também usa como base os dados do site Social Blade, compare os valores:

  • Doma Arquitetura (categoria: tutoriais): 1 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 425 e US$ 7,2 mil;
  • Loop Infinito (categoria: tecnologia): 1 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 417 e US$ 6,7 mil;
  • Johnny Harris (categoria: viagens): 1,3 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 4,8 mil e US$ 77,4 mil;
  • Atila Iamarino (categoria: tecnologia): 1,4 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 79 e US$ 11,4 mil;
  • Paola Carosella (categoria: pessoas): 1 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 1,1 mil e US$ 18,3 mil;
  • Cintya Sabino (categoria: educação): 1 milhão de inscritos e faturamento mensal entre US$ 124 e US$ 2 mil.

Ao comparar, é importante olhar além dos números. Observe os tópicos dos quais os canais falam, já que eles influenciam nos rendimentos dos mesmos. A pessoa que apresenta o vídeo também influencia no valor, caso ela seja uma personalidade reconhecida no meio. Ademais, o valor repassado pelo YouTube pode variar a depender da região, canais americanos, por exemplo, costumam receber mais que canais do YouTube Brasil.

Quem pode monetizar os vídeos?

A monetização dos vídeos de um canal por meio da veiculação de anúncios é permitida pela plataforma de vídeos desde que os canais cumpram alguns requisitos. São necessários no mínimo mil inscritos, possuir uma conta Adsense vinculada ao canal, além de 4 mil horas assistidas nos últimos 12 meses.

Ao longo dos anos, algumas polêmicas giravam em torno da monetização de vídeos do YouTube e, em 2018, a plataforma disse que dali para frente seria mais rígida com os tipos de materiais monetizados. Dessa forma, além dos critérios já citados, o youtuber que quiser ganhar dinheiro com propagandas precisará produzir conteúdos originais e que cumpra todas as políticas de uso da plataforma.

Cabe ressaltar um novo termo de uso do YouTube, de janeiro de 2020, no qual a rede restringe a possibilidade de canais voltados para o público infantil serem monetizados. Dessa forma, certos tipos de campanhas publicitárias não poderão ser veiculadas nesses conteúdos, o que pode afetar os rendimentos dos produtores focados nesse nicho.

Dicas para ganhar dinheiro com seus vídeos no YouTube

Se você cumpre com os requisitos para monetizar seu conteúdo, você já pode começar a ganhar dinheiro com seus vídeos. Talvez, no começo, os valores ainda não sejam expressivos. Mas felizmente podemos seguir algumas dicas que aumentam as chances de ganhar mais relevância no YouTube e consequentemente gerar mais rendimentos:

  • Crie uma rotina de publicação;
  • Use técnicas de SEO para facilitar que seu público encontre você;
  • Conheça seu nicho;
  • Foque na qualidade de seus vídeos, tanto na produção audiovisual como na capacidade de chamar a atenção dos internautas;
  • Cumpra com as diretrizes de uso do YouTube.

Agora que você tem uma estimativa de quanto ganha um youtuber com 100 mil inscritos e quanto ganha um youtuber com 1 milhão de inscritos, pode começar a investir em seu canal. Gostou do conteúdo sobre quanto ganha um youtuber? Quer saber mais sobre como conquistar seu espaço no YouTube? Clique aqui e veja nosso e-book gratuito com as 8 estratégias para SER NOTÁVEL. Nele, você aprenderá como ter sucesso na plataforma de vídeos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Entenda como ter engajamento no Twitter

Atualmente, é muito importante que as empresas estejam presentes nas redes sociais para conseguir uma maior divulgação dos serviços e produtos oferecidos e, consequentemente, uma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *