fbpx

Saiba quais são os 4 Ps do Marketing e conheça cada um deles

Atualmente, possuir boas estratégias de marketing digital são o grande diferencial para uma empresa no mercado, contudo, ela precisa conhecer os pilares do marketing para isso. É por meio dos 4 pilares, também conhecidos como os 4 Ps, que uma equipe poderá desenvolver sua estratégia, isso porque, como o próprio nome indica, eles são as bases de uma boa campanha. Não se engane, no entanto, ao achar que apenas ao aplicar os pilares do marketing em sua estratégia já irá garantir seu sucesso. A estrutura deve ser bem-feita e planejada, garantindo que não haja falhas no decorrer da campanha.

Saiba tudo sobre pilares do marketing digital, 4 pilares do marketing digital e os 4 pilares do marketing. | Foto: Freepik.

Pensando nisso, a seguir, explicaremos o que são os 4 pilares do marketing e exemplificaremos cada um deles.

Quais são os 4 pilares do marketing?

Os 4 pilares do marketing, também conhecido como os 4 Ps, é um conceito antigo do marketing, mas que até hoje é utilizado, em que são definidas as quatro estruturas primordiais da área. Elas são idealizadas como os pilares de qualquer trabalho na área, ou seja, o básico que deve ser feito ao criar uma campanha ou qualquer tipo de ação. São elas que garantem o sucesso delas.

Sendo assim, os 4 Ps podem ser ditos como as principais variáveis que uma equipe de marketing deve levar em consideração ao criar algo para ser apresentado ao público e para alcançar seus objetivos.

Cada P, ou seja, cada pilar, representa uma dessas variáveis, que são:

  • Preço (Price);
  • Produto (Product);
  • Praça (Place);
  • Promoção (Promotion).

Essas quatro variáveis fazem parte do chamado Mix de Marketing ou Composto de Marketing, que é um conjunto de variáveis controláveis pensadas para influenciar a forma como o público recebe determinada campanha ou produto. Os pilares do marketing são as principais variáveis criadas dentro do Mix e são determinantes em qualquer projeto.

Além disso, essas variáveis são interdependentes, ou seja, cada pilar irá influenciar o outro, ou mais, cada pilar irá depender do outro para se manter e cumprir com sua função. Sendo assim, eles precisam ser pensados em conjunto, de uma maneira que cada um esteja interligado e consiga se sustentar de forma coerente. O objetivo é causar uma percepção única e relevante sobre a marca.

Origem

O conceito dos pilares do marketing surgiu na década de 1960, após vários autores tentaram estabelecer classificações para as variáveis que foram criadas para o Mix de Marketing. Albert Frey propôs que elas fossem classificadas em dois fatores: a oferta, ou seja, o produto, a embalagem, a marca, o preço e a assistência, e os métodos e meios, como os canais de distribuição, a venda pessoal, a publicidade e a propaganda. Já em 1962, Lazer e Kelley propuseram mais três fatores que deveriam ser levados em consideração, além dos já citados por Frey, que são: os bens e serviços, distribuição e comunicação.

Esses 5 fatores foram levados em consideração, no entanto, não se popularizaram tanto, mas deram caminho para novas variáveis. Foi em meados da década de 60 que o livro Basic Marketing: A Managerial Approach, escrito por Jerome McCarthy, propôs as quatro principais variáveis do Mix de Marketing: Preço, Produto, Praça e Promoção.

O conceito, contudo, só se popularizou algum tempo depois, quando Philip Kotler, considerado o pai do marketing moderno, expôs a ideia em seu livro Management, lançado no final da década de 60. Na passagem em que cita os pilares do marketing, o autor dá créditos a McCarthy pela ideia e exemplifica os motivos que levam aquelas quatro variáveis serem as mais importantes.

Quais são os fundamentos dos 4 Ps do Marketing?

Como foi dito, cada um dos pilares do marketing se relaciona e depende um do outro para funcionar. Por isso, é imprescindível que ao desenvolver um dos Ps, você já pense no próximo, uma vez que só funcionam a partir da existência do outro.

Para entender como desenvolver cada um, é necessário compreender quais os fundamentos de cada um deles.

1º P – Preço

O primeiro dos Ps a se levar em consideração é o do preço, ou seja, a precificação de seus produtos. Essa é uma parte que muitas vezes passa despercebida pelo marketing, mas que deve, sim, ser levada em consideração. O preço deve ser determinado durante a construção da imagem do produto ou serviço ofertado, levando em consideração as seguintes questões:

  • preço de lista;
  • formação do preço;
  • modelo de cobrança;
  • variações regionais;
  • políticas de descontos;
  • condições de pagamento;
  • formas de pagamento.

O preço é um dos pilares do marketing mais importantes, uma vez que é o único dos Ps que trata sobre a receita da empresa. Sendo assim, estruturar muito bem o preço de seu produto é fundamental para a sobrevivência da empresa, que irá tirar dele seu sustento.

2º P – Produto

Em seguida, vem o pilar do marketing mais importante, o produto. Isso porque sem um produto não temos vendas, não temos marketing e nem rentabilidade. Então é preciso pensar em seu produto muito bem, pois ele será a fonte de seu trabalho. Além disso, será em torno desse P que os outros Ps serão criados.

Para o P de produto devem ser levadas em consideração as seguintes questões:

  • qualidade;
  • características e opções (cores, tamanhos etc.);
  • design do produto e da embalagem;
  • linhas de produtos;
  • branding do produto;
  • serviços agregados (assistência, garantia, treinamento etc.).

3º P – Praça

Esse P pode ser um dos pilares do marketing mais confusos, isso porque a palavra vem do inglês place, porém, refere-se aos canais de vendas e pontos de distribuição. Na prática, são os locais que vendem seus produtos ou realizam a distribuição deles.

A estruturação da Praça envolve as seguintes questões:

  • canais de distribuição;
  • cobertura de distribuição;
  • pontos de venda;
  • regiões de venda;
  • locais de estoque;
  • frete e logística.

É preciso ter em mente que as estratégias de venda e distribuição irão depender do tipo de produto e serviço ofertados. Por exemplo, se suas vendas ocorrem apenas de forma on-line, é necessário apenas um local de armazenamento e distribuição dos produtos. Outro exemplo é se seu produto não é físico, mas sim digital, será necessária uma plataforma on-line para abrigá-lo.

4º P – Promoção

Esse é um dos pilares do marketing mais associados a área, mas entenda que nesse caso promoção não se refere a descontos, mas sim a divulgação do produto. É neste P que as equipes de marketing irão definir as estratégias de promoção do produto frente ao público-alvo, para que ele se interesse e compre o que está sendo ofertado.

Nessa etapa são definidos os meios de divulgação e questões como: 

  • propaganda;
  • venda pessoal;
  • promoção de vendas;
  • publicidade;
  • relações públicas;
  • assessoria de imprensa;
  • merchandising;
  • redes sociais;
  • blog;
  • influenciadores.

É preciso compreender quais são essas variáveis dentro da Promoção que irão divulgar seus produtos e serviços. Sendo assim, cada uma delas deve ser analisada e é preciso identificar os melhores meios de divulgação pensando no tipo de produto que está sendo vendido e no público que irá comprar.

Ao conhecer os 4 pilares do marketing, ou os 4 Ps, uma empresa garante seu sucesso na área e nas vendas. Isso porque eles são os fundamentos básicos para a criação de campanhas e ações de um produto. Agora que você já sabe quais são os pilares do marketing, está na hora de investir cada um deles em suas estratégias. Mas se você deseja ir além nessa área e se tornar um empreendedor digital, a solução está no Método Sirius. Criado por Bruno Ávila, o método tem como objetivo mostrar como criar conteúdos assertivos, publicar nos momentos exatos e se tornar referência em sua área. Então, se deseja ir além, clique aqui e saiba tudo sobre!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.