fbpx

Identidade visual: qual a importância do design para as redes sociais?

Algumas etapas são fundamentais na construção de uma boa identidade visual para o sucesso do seu negócio. Confira dicas!

De acordo com Karolina Cestari, professora e especialista em Marketing, identidade visual é o conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada, um nome, ideia, produto, empresa, instituição ou serviço. Esse conjunto de elementos geralmente tem como base o logotipo, um símbolo visual ou um conjunto de cores.

Ter uma identidade visual é importante para a sua presença digital | Foto: Edho Pratama
Ter uma identidade visual é importante para a sua presença digital | Foto: Edho Pratama
 

Uma identidade visual bem construída demonstra profissionalismo e transmite credibilidade. A imagem desenvolvida é baseada em conceitos pré-determinados e deve ser pensada de uma forma que gere impacto, empatia e identificação do público-alvo. Ou seja, para construir e manter uma presença digital, é necessário ter em mente alguns conceitos de design.

Por meio do estudo da origem, história e perfil do negócio, é possível criar uma logomarca e um nome. Além disso, com uma pesquisa sobre psicologia das cores, é mais viável desenvolver uma identidade forte no mercado. Tipologias, referências e tons são muito importantes neste processo de personalizar as redes sociais como Instagram, Facebook, YouTube, como também sites e blogs.

Construção da identidade visual

Algumas etapas são fundamentais na construção de uma boa identidade visual, seja ela feita por uma empresa específica ou por você mesmo. Confira!  

Sistematização

Para começar a construir a identidade visual da sua empresa, você deve sistematizar algumas perguntas e construir um briefing. Descreva o seu produto; elenque seu concorrente principal e os concorrentes secundários; defina seu diferencial (ou diferenciais: lembre-se de ser objetivo) e segmente o seu público, a fim de definir um nicho específico a ser trabalhado.

Além dessa parte teórica, é importante atentar-se às ferramentas práticas, ou seja, em como você irá desenvolver tudo o que planeja: quais programas irá utilizar (Illustrator, Canva, Figma); quais e quem serão suas fontes de inspiração e se você contará com profissionais especializados ou não. Definir um orçamento antes de começar a colocar tudo em prática é fundamental.

Ideias

Depois do briefing, reunir todas as possibilidades é o próximo passo. Chama-se brainstorming o momento da “chuva de ideias”. Nesta etapa, clareza e objetividade são primordiais. Definir a persona também é importante: coloque “no papel” a personalidade e as demandas do seu cliente ideal, para que você não decepcione seu público-alvo. 

Criatividade

Depois do brainstorming, defina as cores e as fontes que você irá utilizar. A fonte precisa ser legível e estar em equilíbrio com os desenhos e as cores escolhidas. Cada tipo de fonte exprime alguma ideia: letras cursivas, por exemplo, remetem a algo mais clássico ou sofisticado. Entretanto, devem ser escolhidas com cautela, pois algumas são super difíceis de ler. Já as letras de forma são mais objetivas. Busque pela essência da sua empresa.

Outro elemento importante é a paleta de cores. Com ela, você escolherá tons para os destaques do Instagram, para o layout do seu blog ou site, para publicações no feed do Instagram e no Facebook, além de utilizá-la também na construção do logo. Para saber quais cores utilizar, saiba mais sobre a psicologia das cores.

Psicologia das cores

De acordo com uma publicação de Vanessa Serradas, no LinkedIn, a cor desempenha uma função importante na percepção visual de cada um e pode instigar alguns sentimentos como paz, alegria ou tranquilidade, por exemplo. Por isso, é fundamental pensar bem antes de definir a paleta de cores da sua marca, ou seja, o conjunto de tons que irá utilizar para a criação da sua identidade visual.

Cores pastéis normalmente são utilizadas para quartos e produtos de bebês | Foto: Sven Brandsma
Cores pastéis normalmente são utilizadas para quartos e produtos de bebês | Foto: Sven Brandsma

O azul transmite confiança e seriedade. O branco, paz. O verde remete à saúde e à vitalidade. O rosa lembra delicadeza e afeto. Entretanto, não existem regras. É bom pensar em um equilíbrio entre os valores da sua empresa e as cores desejadas. O vermelho e o amarelo, cores escolhidas para a maioria dos fast-foods, são vibrantes, “cansativas” e fazem com que os clientes comam e saiam rápido do estabelecimento, ou seja, foi uma decisão estratégica. 

Impacto no público

Os principais diferenciais do produto, a escolha de uma fonte coerente e uma paleta de cores condizente com a mensagem que você deseja transmitir são etapas primordiais para a definição de uma identidade visual. Além disso, a construção de uma presença digital sólida fará diferença no sucesso do seu negócio. Não deixe de investir sempre em um relacionamento direto com o seu público e adapte a sua linguagem para cada rede social. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Bruno Ávila

Bruno Ávila

Bruno Ávila é publicitário e especialista em Marketing Digital. Um dos precursores do mercado de infoprodutos no Brasil. Hoje Ávila está a frente do Ser Notável, escola que ajuda pessoas a serem percebidas como autoridade através das redes sociais.

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *